Imaginarius é o único polo português de observatório europeu das Artes de Rua

  • Imaginarius é o único polo português de observatório europeu das Artes de Rua
  • Imaginarius é o único polo português de observatório europeu das Artes de Rua

A Circostrada – rede de festivais e de centros de criação de artes de rua e novo circo, da qual faz parte o festival Imaginarius – tem em curso o projeto CS Hubble, que pretende instalar um sistema de observatório das Artes de Rua na Europa. O Imaginarius é um dos dez polos europeus e o único português a integrar este projeto de mapeamento que decorre até 2017.

Através de um projeto de investigação e desenvolvimento, decorrente da candidatura para o Centro de Criação de Teatro e Artes de Rua ao ON.2 – O Novo Norte, o Imaginarius – Festival Internacional de Teatro e Artes de Rua, sob a direção artística de Bruno Costa e Daniel Vilar, candidatou-se ao acolhimento de um dos polos do CS Hubble e foi aceite para esse desafio, cabendo-lhe agora mapear todos os recursos das Artes de Rua existentes em Portugal.

Até 2017, serão mapeados todos os projetos de Artes de Rua de cada um dos países envolvidos, que serão depois encaminhados para a União Europeia, tendo em vista a definição de políticas europeias específicas e de estratégias comuns para este setor.
A sede do observatório localiza-se em Paris, no Hors Les Murs, o maior centro de investigação mundial para as Artes de Rua e Novo Circo, à qual estarão afetos os dez polos: Portugal (Festival Imaginarius), Suécia (Manegen), Polónia (Kejos The-at-er), Itália (Festival Mirabilia), Reino Unido (Roundhouse), Reino Unido (Sideshow Magazine), Áustria (Kreativ Kultur), Bélgica (Circuscentrum), Espanha (La Central del Circ) e Finlândia (Circus Info Finland).
Para além de festivais de Artes de Rua, integram a lista de centros de acolhimentos dos polos CS Hubble centros de criação, associações de promoção de artistas de rua, revista e escolas de circo.

Tags: Circostrada, Imaginarius, Hubble